15/08/2012

Exemplo de Amor e Felicidade!

Eu achei tão lindo, um exemplo de amor, luta e dedicação.
E o mais bonito de tudo, sem lamentações, sem pena, mas com muita felicidade.
Um pai que queria realizar o sonho de um filho que parecia impossível.
Eles são FELIZES, vivem baseados no AMOR e aprendizado!


 
O Fantástico mostrou uma história linda que o repórter Elton Novais descobriu em Belo Horizonte.
É a história de um pai, naquilo que um pai tem de melhor: a busca pela felicidade do filho. Felipe tem 13 anos. Durante o parto, a falta de oxigênio no cérebro de Felipe provocou uma paralisia motora. Felipe não pode andar, a família faz de tudo pela felicidade dele. Ele vai para a escola, lê, faz contas, entende tudo normalmente. Está na sétima série, a mesma de qualquer criança na idade dele. Gosta de ver os colegas na Educação Física e se diverte quando aparece um Bola Murcha. 
Mas Felipe sente falta de jogar bola com os meninos, um problema sem solução. Ou melhor, um problema que só um pai criativo e apaixonado pelo filho poderia resolver. Alexandro mandou fazer uma bota especial. Pai e filho, agora, são um jogador só. 
Na estreia da dupla, eles já marcaram o primeiro gol. Pai e filho também fizeram o segundo gol e a dupla fez o terceiro gol. Quem faz três gols quer pedir música. 
O menino pediu: "eu quero tchu, eu quero tcha".  
Tadeu respondeu para pai e filho: vários jogadores, profissionais, fizeram três gols durante a semana, ou até mesmo no sábado, e não puderam pedir música no Fantástico. Porque é só no domingo que vale. Temos o regulamento muito sério, muito rígido, e não podemos deixar de cumprir. 
“Oh Tadeu, deixa o Felipe pedir música”, pediram, em coro, os colegas do Felipe. 
Olhando mais uma vez, cuidadosamente, o regulamento. Encontramos o artigo 101, que diz claramente o seguinte, quando o artilheiro é um moleque fera, chamado Felipe, pode pedir quantas músicas quiser. 
“É a realização de um sonho de toda uma família, de uma estrutura. É mais que um título mundial, é mais que um prêmio de Mega Sena, é amor puro”, conta Alexandre Faleiro, advogado e pai do menino. 


Sei que estou ausente, mais do que eu queria, mas eu volto tá?!
Levo vocês no meu coração e pensamente SEMPRE!


Um beijo enorme!



8 comentários :

  1. Lindo exemplo de vida e garra! Bom te ver! Saudades! Fica bem, tuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Ah , não cheguei a ver a reportagem.Mas pelos relatos contados por vc é uma historia linda de superação e acima de tudo "em busca da felicidade"...Bjos

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso exemplo de amor e de vida! Achei fantástico!!!
    Abraços amiga! Dias lindos e abençoados pra ti.

    ResponderExcluir
  4. OI AMADA!SAUDADES DAQUI E DE VC!!!ESTA REPORTAGEM FOI EMOCINONANTE!ESTE PAI É UM PAIZÃO!!QUE EXEMPLO HEIM?AH, SE TODOS FOSSEM ASSIM!!!BJS QUERIDA!!

    ResponderExcluir
  5. OI AMADA!SAUDADES DAQUI E DE VC!!!ESTA REPORTAGEM FOI EMOCINONANTE!ESTE PAI É UM PAIZÃO!!QUE EXEMPLO HEIM?AH, SE TODOS FOSSEM ASSIM!!!BJS QUERIDA!!

    ResponderExcluir
  6. Oie Rosane,
    Quanto tempo não passo por aqui, adorei conhecer essa história, um exemplo de vida pra muitos pais. Eu realmente não tinha visto no Fantástico.
    bjs e tudo de bom

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Rosane,
    Saudades.
    História lindíssima de muito amor e carinho.
    E é uma alegria grande saber dessas histórias e constatar que no mundo há muita coisa boa a ser contada e que o amor é e sempre será a mola que impulsiona tudo.
    bjão

    Mari

    ResponderExcluir
  8. Rosane querida,

    Achei lindo o exemplo deste pai...ao invés de ficar "chorando pitangas",ele resolveu lutar e criar uma forma de fazer o filho ser feliz.Admirável!
    E você,amiga,deve estar muito ocupada e a gente entende.Com saudades,mas entendendo.

    Bjssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir

Pin It button on image hover