24/03/2012

Saudade de Mim

Sim, é isso mesmo, tenho sentido saudade de mim.
Daquele meu jeito mais leve de levar a vida, com mais tempo para curtir aquilo que realmente amo, aquilo que realmente importa!
E como não posso me perder, estou atrás de mim, me procurando, me reconhecendo, me redescobrindo.
Preciso de mais tempo, e tenho. Ele está bem a minha frente, mas parece que não tenho sabido lidar com ele.
Muita coisa me espera: minhas ilustrações, minhas telas, exposições, meu jardim, meu pomar, "meu lado de fora" que mora aqui bem dentro de mim, mais convivência com a família e amigos, mais qualidade no tempo que tenho com meu amor, com minha casa, com meus cães e com projetos para um futuro bem próximo. Sem isso me perco, e já sabia disso, nem sei como me perdi.
Preciso sujar as mãos de tinta e de terra, preciso escutar o som do silêncio, preciso das cores dos meus lápis de cor.
Tenho trabalhado demais, mais do que eu deveria...
Amo meu trabalho como educadora, mas ele estava tomando proporções maiores do que posso suportar, e eu é que dei a ele estas dimensões, foi lindo, intenso, necessário, importante e transformador, porém se encerra aqui, se encerra num momento lindo, antes que deixe de ser do tamanho que é: enorme!!!
Tão grande que ecoará em mim por toda a vida, e sei que neles também.
Estou deixando um trabalho, mas não a causa e se ela um dia me chamar estarei lá.
Preciso me dedicar mais ao meu ofício de pintar, escrever, desenhar e criar.
Vinte anos trabalhando em Educação, dez deles na área da deficiência, estes os mais transformadores. Depois de ter trabalhado com pessoas com deficiência aprendi o quanto eles podem, o quanto eles produzem, o quanto eles são eficientes. recebi abraços que sentirei para o resto da vida, ganhei beijos que estarão aqui selados em mim, recebi e dei tanto amor que hoje sou melhor do que eu era, e isso devo também a eles, à equipe com que trabalhei, às pessoas que cruzaram meu caminho e fizeram parte da minha vida nesta missão, pessoas que estarão sempre presentes em mim!
Fiz amigos que ficarão para sempre naquele lugar que a gente guarda quem ama.
Sabe quando a alma pesa mais, por estar carregada de coisas boas, é bem assim que me sinto e é desta forma que quero sair, com a alma pesada, mas leve. E lhes digo que isso é possível: o peso ser leve, o peso do bem é assim. Preciso ir embora antes que os egos pesem mais do que tudo isso, antes que o amor deixe de ser.
Muito de mim ficará para sempre com eles e MUITO deles ficará para sempre em mim.
Tudo foi bom, até o que não foi.



Terei mais tempo para escrever no meu blog que tanto adoro e mais tempo para "conversar" com minhas amigas blogueiras, das quais tenho sentido muita saudade.


"Passava os dias ali, quieto, no meio das coisas miúdas.
E me encantei."

É este o resgate que preciso fazer, ficar entre coisas miúdas,  pois são as coisas miúdas que mais amo!


Um enorme beijo!

18/03/2012

Laços

Imagem: Pinterest

Desejo que a sua vida inteira seja abençoada, cada pequenino trecho dela, em toda a sua extensão. Que cada bênção abrace também as pessoas que ama e seja tão vasta que leve abraço a outros tantos seres, sobretudo àqueles que mais sofrem, seja lá por que sofrem. Desejo que os nós que apertam o seu coração sejam gentilmente desatados e que os sentimentos que os formaram se transformem na abertura capaz de criar belos laços de afeto. Desejo que o seu melhor sorriso, esse aí tão lindo, aconteça incontáveis vezes pelo caminho. Que cada um deles crie mais espaço em você. Que cada um deles cure um pouco mais o que ainda lhe dói. Que cada um deles cante uma luz que, mesmo que ninguém perceba, amacie um bocadinho as durezas do mundo. Desejo que volte para o seu mar quantas vezes forem necessárias até encontrar o seu tesouro. Que quando encontrá-lo, não seja avarento. Que descubra maneiras para compartilhar a sua felicidade, o jeito mais gostoso para se expandir a riqueza. Desejo que quando os ventos da mudança ventarem mais forte, e sentir medo de ser carregado junto com tudo o que parecerem arrastar, você já conheça o lugar onde nada pode arrastá-lo. Que já saiba maneiras de respirar mais macio, quando as circunstâncias lhe encurtarem o fôlego. Que, com o passar do tempo, a sua alma se torne cada vez mais maleável, mas que seja firme o bastante para nunca desistir de você.
Desejo que tudo o que mais lhe importa floresça. Que cada florescimento seja tão risonho e amoroso que atraia os pássaros com o seu canto, as borboletas com as suas cores, o toque do sol com seu calor mais terno, e a chuva que derrama de nuvens infladas de paz. Desejo que, mais vezes, além de molhar só os pés, você possa entrar na praia da poesia da vida com o coração inteiro e brincar com a ideia que cada onda diz. Que, ao experimentar um caixote ou outro, não se arrependa por ter entrado na água, nem desista de brincar. Todo mundo experimenta um caixote ou outro, às vezes um monte deles, quando se arrisca a viver. O outro jeito é estar morto. O outro jeito é não sentir.
Desejo que não tenha tanta pressa que esqueça de colher estrelas com os olhos, nas noites em que o céu vira jardim, e levar para plantar no seu coração as mudas daquelas mais luzentes. Que tenha sabedoria para encontrar descanso e alimento nas coisas mais simples da vida. Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro. Que tenha saúde no corpo, saúde na alma, saúde à beça.
Desejo que encontre maneiras para se fazer feliz no intervalo entre o instante em que cada dia acorda e o instante em que ele se deita pra dormir, porque a verdade é que a gente não sabe se tem outro dia. Que quanto mais passar a sua alma a limpo, mais descubra, mais desnude, mais partilhe, com medo cada vez menor, a beleza que desde sempre você é. Que se sinta livre e louco o bastante pra deixar a sua essência florir.
Não importa quanto tempo passe, não importa onde eu esteja, não importa onde esteja você, abra os olhos pra dentro e ouça: o meu coração estará dizendo esta mesma prece de amor para o seu. Amor incondicional, exatamente como neste instante. Não importa o quanto a gente mude, o quanto a distância aparente nos afastar, isto que sinto por você, eu sei, não muda nunca mais.

Ana Jácomo


Este Texto descreve exatamente o que queria dizer para vocês hoje, não importa quanto tempo passou sem que nos falássemos, não importa há quanto tempo não as visito. O que importa é os laços que construímos através do Trésors, laços não se desatam com o tempo, se fortalecem!

Muita coisa acontecendo e muitas por acontecer, logo conto tudo!!

Um beijo enorme




 

09/03/2012

Lição

Lily é uma cadela que ficou cega desde uma operação que exigiu que ela tivesse os olhos removidos. Nos últimos 5 anos, Maddison, outro cão da raça Great Dane, tem sido a visão dela, o seu Guia.
Os dois são, naturalmente, inseparáveis.


 Diante disso, o que posso dizer, a não ser que nós humanos
 temos muito para aprender.
 
 
Um lindo a abençoado final de semana!!
 
 
Desculpem minha ausência, volto logo!
 
 
 


05/03/2012

Lar

Com esta reforma toda por aqui, eu e o marido costatamos algo muito importante: Lar é qualquer lugar que eu esteja com você!
As paredes derrubadas, as marcas de pó e cimento por todos os cantos, água escorrendo por aí, mas... ESTAMOS FELIZES por estarmos juntos e recostruindo nosso lar.  As adversidades são superadas, e o melhor de tudo crescemos com elas.
Não importa que tamanho ou cor nosso lar tenha. O que importa é que nele se cultive o amor, o bem querer e o compartilhar!

Lembrei deste vídeo, tão singelo e tão verdadeiro. A menina canta com o pai: casa é qualquer lugar que eu esteja com você!!!!



Um enorme beijo!!!!!!

Aos poucos estou colocando as visitas em dia.

Ainda morro de saudade...



Pin It button on image hover