Meus Amores

Como iniciar um texto que fale do amor incondicional que os cães tem pela gente.
Difícil falar, fácil de sentir, afinal quem não gosta de ser amado mesmo quando está triste e cansado,  acho que estes são os meomentos que mais precisamos de afeto e compreensão.
Pois bem, eles estão lá, nos recebendo com a maior alegria do mundo, sorrindo com os olhos e mostrando tamanha felicidade com um rabinho que não para de balançar, no nosso caso cinco rabinhos!
E se estamos felizes, eles sabem bem e querem brincar até cair de cansaço (nós e eles).
As vezes paro para pensar de onde vem tamanho amor pelos animais e nem demoro para chegar a uma conclusão: fui criada assim, lembro bem da forma como via meus pais tratarem os animais, com muito carinho e respeito e isso se instalou na minha alma e na dos meus irmãos, agora percebo este amor nos meus sobrinhos.
Sei que para muitos isso não tem importância alguma, mas para mim tem.
Sei que junto a este ensinamento aprendi também a respeitar o ser humano e a vida!
São tantos os aprendizados que se passam com o exemplo, acho que está aí o segredo: aquilo que fazemos marca muito mais do que aquilo que dizemos.
Imagino que com vocês deve ser assim também.
Quem não tem dentro de si a lembrança de uma atitude, seja de quem for, que tenha marcado a nossa vida. Um chamego, um pão feito na hora, uma árvore plantada, um presente, uma palavra que foi dita tão de verdade que se eternizou!
Eu tenho dentro de mim o amor pela vida e pelas coisas simples que ela me dá.


Lembram que os filhotes eram pequeninhos!?!



Pois, lhes apresento Éros e Cacau com seis meses:




Descobriu que o pezinho da boneca era gostoso!!!




Marina e seu filho (assim que ela chama o Hubert,
mesmo ele sendo maior que ela)!



Delícia de olhar!!!








Um carinho no grandão!
 



A Monalisa ama crianças!



Mais um chamego, agora da Cacau!



Ela adora uma bolinha, bola, bolão...



As duas adoram...



Nossa doce Meg!




Sim, há os atrapalhos, a bagunça, muita coisa roída por aí.
Neste caso o chinelinho da Marina!




Mas tudo se supera com uma brincadeira carregada de alegria!



Amei esta foto : )



Sabe o que estes olhinhos curiosos estavam apreciando?



Sim, os Kiwis que estão lindos mas ainda verdes.
Eles devoram as frutas que caem no chão!



Afilhada por aqui, enchendo a nossa casa de alegria,
de delicadeza, de surpresas e amor!



Eles dão sim o maior trabalho, ocupam grande parte do nosso tempo,
 mas nada que um olhar doce e uma recepção cheia de saudade não compense!


Perdoem a minha ausência nos seu queridos blogs,
as postagens que prometi e ainda não fiz.
Assim que der, coloco tudo em dia!

Avec l'amour!