Pular para o conteúdo principal

Postagens

escritos

Oi Filha

Oi meu amor. Eu estou te vendo, te observando, te escutando, te cuidando mesmo que as vezes minha manifestação mais viva e intensa esteja meio desnorteada. Tanta coisa aconteceu desde que vocês chegaram que eu nem me lembro como eu era da última vez que estive sem tê-los. Tantas mudanças, tantos devaneios e retomadas de consciência fizeram e fazem parte dessa montanha russa chamada maternidade. As vezes pareço imersa nos estudos e nas minhas pesquisas sobre o comportamento do seu irmão e de como amenizar "as diferenças", pareço completamente imersa na vida dele, e de verdade estou, mas meu mergulho na sua vida é real e intenso também, talvez no seu mar eu suba mais a superfície, talvez o meu mergulho em ti seja mais fácil ou menos profundo, mas nunca menos amoroso.




Teu irmão te ama tanto, vocês se amam tanto, as vezes fico olhando vocês dois juntos e choro de amor, imagino que não seja fácil pra ti entender que as vezes precisamos sair antes do previsto de um evento porque …

Últimas postagens

Gratidão (nascimento - chegada - pertencimento - graça)

Escolhas

Vida Que Segue

O amor cura antes mesmo de se diagnosticar as feridas

O Lado B da Vida

CHEGAR É NASCER

Dos Preconceitos Com a "Dona de Casa"

Dia Bom, Dia de Inventar