09/12/2011

A História de Um Menino

Procurando uma história sobre o Natal, achei esta escrita por Rubem Alves.
A mais bela que já vi!
E termina com um poema lindo de Alberto Caeiro sobre o Menino Jesus.






"...Quando a gente ouve uma história que nos comove, ela entra dentro da gente, faz a gente rir, faz a gente chorar, faz a gente amar, entra dentro da gente e se aloja no coração. A História do Natal é assim, muito simples: Um menininho que nasceu em meio aos bois, vacas, ovelhas, cavalos, jumentos... Era um menininho pobre. Mas diz a história que quando ele nasceu aconteceu uma mágica com o mundo: as árvores se cobriram de vaga-lumes, as estrelas brilharam com um brilho mais forte, e até uns reis deixaram os seus palácios e foram ver o nenezinho. A visão do menininho os transformou.
Os adultos, que ao falar sobre Deus, imaginam um ser muito grande, muito poderoso, muito terrível, ameaçador, sempre a vigiar o que fazemos para castigar depois. Pois o Natal diz que isso é mentira. Deus é menino. Ele está muito mais próximo de nós. E foi ele que, depois de crescido, disse que para estar com Deus bastava voltar a ser criança.
Na noite do Natal, antes de abrir os presentes, antes de começar a comedoria, peça para alguém lhe contar a história do menininho...
E, se ninguém souber contar,  leiam esse poema sobre o Menino Jesus, escrito por um poeta que queria ser menino."                                                                

Tive um sonho. 
Vi Jesus Cristo descer à terra.
E era outra vez menino.
A correr e a rolar-se pela erva
E a rir de modo a ouvir-se de longe.
Ele tinha fugido do céu.
Um dia que Deus estava a dormir
E o Espírito Santo andava a voar,
Ele fugiu para o sol
E desceu pelo primeiro raio que apanhou.
Hoje ele vive na minha aldeia comigo.
É uma criança bonita de riso natural.
Limpa o nariz ao braço direito,
Brinca nas poças de água,
Colhe flores...
Rouba fruta dos pomares...
A mim ensinou-me tudo.
Ensinou-me a olhar para as coisas...
Ele mora comigo na minha casa.
Ele é a Eterna Criança, o Deus que faltava.
Ele é o humano que é natural.
Ele é o divino que sorri e que brinca.
E por isso é que eu sei, com toda a certeza
Que ele é o Menino Jesus verdadeiro.
Criança tão humana que é divina.
E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre,
E é por isso que o meu mínimo olhar
Me enche de sensação,
E o mais pequeno som, seja do que for,
Parece falar comigo.
A Criança Nova que habita onde vivo
Dá-me uma mão a mim
E a outra a tudo que existe
E assim vamos os três pelo caminho que houver.
Saltando, cantando e rindo
E gozando o nosso segredo comum
Que é o de saber por toda a parte
Que não há mistério no mundo
E que tudo vale a pena.
A Criança Eterna acompanha-me sempre.
Vivemos juntos os dois,
Com um acordo íntimo.
Ao anoitecer brincamos com as cinco pedrinhas,
No degrau da porta de casa.
Depois eu conto-lhe histórias das coisas só dos homens
E ele sorri, porque tudo é incrível...
Depois ele adormece e eu deito-o.
Levo-o ao colo para dentro de casa
Ele dorme dentro da minha alma
E às vezes acorda de noite
E brinca com os meus sonhos...
Sorri para o meu sono.
Quando eu morrer, menino,
Seja eu a criança, 
Pega-me tu ao colo
E leva-me para dentro da tua casa.
Despe o meu ser cansado e humano
E conta-me histórias, caso eu acorde,
Para eu tornar a adormecer.
E dá-me sonhos teus para eu brincar
Até que eu nasça qualquer dia
Que tu sabes qual é.
Esta é a história do meu Menino Jesus.

                                                                          Alberto Caeiro


Bela história esta, e por que ela não pode ser tão verdadeira quanto as escritas pelos filósofos e aquelas que as  religiões ensinam?
Penso que cada um de nós sabe como é seu Deus, menino ou adulto, manso ou rude, ou as vezes tudo isso junto.  Ora sentimos ele tão pertinho da gente e ora parece ter ido embora.
Que a nossa história de Natal seja a mais verdadeira, aquela que vive dentro de nós!

Um lindo final de semana!

Beijinho



25 comentários :

  1. OI AMIGA!!QUE BELA MENSAGEM!!EU AMO TUDO QUE O RUBEN ALVES ESCREVE!!ELE TEM UM ENORME CORAÇÃO!!BJS!!

    ResponderExcluir
  2. OI AMIGA!!QUE BELA MENSAGEM!!EU AMO TUDO QUE O RUBEN ALVES ESCREVE!!ELE TEM UM ENORME CORAÇÃO!!BJS!!

    ResponderExcluir
  3. RUBEM ALVES É... SEM PALAVRAS!!! OU CEM PALAVRAS!!!! LINNNNNNDO O QUE ELE ESCREVEU E O POEMA , MAIS LINDO AINDA!!!!!!
    EU ACREDITO EM DEUS MENINO!!! E JAMAIS COLOCO-O A MEUS FILHOS COMO ALGUÉM QUE FICA CONTANDO OS NOSSOS PECADOS, OU COMO ALGUÉM A QUEM DEVEMOS TEMER...

    BJSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! Adoro Rubem Alves!
    Que imagem linda...amo passar por aqui!
    Desejo um final de semana super iluminado e com muito amor!

    Bjss amiga querida!

    http://toutlamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Rosane querida que coisa linda! Emocionante mesmo! Esse cantinho é muito especial!
    Um final de semana encantador por aí!
    Beijocas!
    Lu!

    ResponderExcluir
  6. Rosane querida.
    Obrigada por esse momento.
    Sou fã do Rubem Alves e tive o prazer de conhecê-lo já.
    Esse texto com certeza ajudou a adubar o meu advento.
    Um beijo carinhoso

    Lucia

    ResponderExcluir
  7. Mesmo viajando não poderia deixar de passar e ler essa história linda de Natal.

    Nosso coração se enche de mais amor...

    Lindo fds, beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  8. Oi Rosane,
    Muito linda essa história. As crianças são belas e vem com aquela curiosidade inocente pela vida, aquele querer com amor... pena que em nosso país a infância ainda seja tão maltratada....
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Este é o meu poema preferido de Alberto Caeiro, É daqueles que nos entra pela alma! Lindo mesmo! Bjs

    ResponderExcluir
  10. Rosane,

    Lendo esta história lembrei de um tempo em que na inocência da minha infância, entrava em meu quarto dobrava o joelho no chão e chamava por Deus em voz alta, na esperança que ele me respondesse baixinho...rsrs. Hoje percebo que Ele continua a me responder, as vezes eu não O escuto é bem verdade, há dias que me perco em meio a loucura dessa vida diária, mas Ele continua e me falar todos os dias.

    Bom final de semana pra você.
    Bjos

    Ley Freitas

    ResponderExcluir
  11. Amo reconhecer que você é puro sentimento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Rô,
    Lindas palavras de Rubem Alves.Uma historia bem contada aquece o coração, as palavras vão ganhando vida dentro de nós.
    Rô sobre a foto do perfil, essa não é uma recente.É do começo do ano.Nela eu estou com cabelo preso, era longo e agora tá curtinho...Bjos

    ResponderExcluir
  13. Rubem Alves e Alberto Caeiro, que dupla em?
    Dizer que gostei é muito pouco.
    Fico enternecida com as suas escolhas.
    tanto de textos como de imagens.
    sua sensibilidade me emociona.
    e voce tem razao, é uma historia linda essa do menino Deus.
    as criancas sao muito especiais, só elas tem a sabedoria perfeita, pura, que vai se perdendo conforme crescem.
    que pena, nao é?
    por isso temos que tentar buscar na infancia aquela alegria, aquele respeito, aquela pureza que nao temos mais para sermos felizes com pouco.
    a crianca é feliz com muito pouco, basta um sorriso, uma mao estendida.
    beijos amiga, estou emocionada.

    ResponderExcluir
  14. Em todos os outros comentários já disseram tudo, o que restou para mim então? Somente agradecer por mais uma linda mensagem, procurada e postada com carinho, com o coração, bem nas pontas dos dedos! Bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá Rosane,
    MARAVILHOSO esse poema, e a história também.
    Acho que ela anda meio esquecida, pois o velhinho de vermelho anda roubando a cena. Não é culpa dele é claro, mas....as pessoas se voltam para o mais fácil, e Jesus, pede atitude e reflexão.
    Teríamos que seguir a história de Rubem, e antes da comilança, pensar um pouco na criança maravilhosa que faz aniversário. Será que damos conta disso?
    Um grande beijo
    Mari

    ResponderExcluir
  16. Rubem Alves usa as palavras e suas ideias de forma profundamente transformadora. Sempre trabalhei com educação e inclusão de crianças com deficiência e os textos dele me fortaleceram muito. O poder da escrita, de leitura, na formação de pessoas, de qualquer idade. Tenho falado nisso no ArteAmiga, e espero também mudar algumas formas duras de pensamento.
    Bom domingo,

    www.arteamiga.wordpress.com

    ResponderExcluir
  17. Este poema é comovente...sempre ao lê-lo fico profundamente emocionada!


    Beijo grande para uma grande amiga
    Cidinha

    ResponderExcluir
  18. Amei o post! E a imagem é de tirar o fôlego né?
    bjs bjs pra ti Rô...muito amor, saúde, sorte e alegrias!

    ResponderExcluir
  19. Que lindo Rosane!É tão bom passar por aqui,embora não tenho tido tempo para comparecer com mais frequencia, mas sempre que venho encontro palavras lindas, de aconchego e carinho.Você me parece uma pessoa muito especial.

    Beijos e um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  20. Oi Ro, queridona!!!! Estou sumida mas eh por conta da correria viu? Não esqueci de tí não, na-na-ni-na-não! rsrs
    Espero que você esteja bem... e que esteja mais feliz hoje, do que ontem e anteontem...

    Que linda história! Emocionante...

    Um beijo e um domingo maravilhoso pra vc!

    ResponderExcluir
  21. Rosane, sempre preenchendo a alma com textos lindos e imagens incríveis! Uma ótima semana pra vc, querida!

    Bjs,
    Mari

    www.atelierinbox.com.br

    ResponderExcluir
  22. Lindo texto amiga. Que deus diga amém as suas palavras.Bjs

    ResponderExcluir
  23. Vc tem razão é a histária mais linda do Menino e que poema também. Rosane, que Deus Pai todo poderoso lhe derrame infinitas bênçãos Na sua vida hoje e sempre! Linda partilha e lindas imagens! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Rosana!
    Obrigada por nos brindar com o texto de Rubem Alves e o poema de Alberto Caeiro, que eu não conhecia. Ótima leitura para reflexão, principalmente nessa época do ano, em q se fala muito no nascimento de Cristo, mas associado ao consumismo.

    Um ótimo final de semana pra você.

    ResponderExcluir

Pin It button on image hover