Pão de Mãe, Amor de Mãe!


Com o cheiro bom de pão quentinho pela casa vou lhes escrevendo.
Quem me conhece sabe: AMO PÃO! Em especial os feitos em casa, que trazem com eles não só o gostinho caseiro, mas tomam conta de todo o espaço com um aroma de "lar e afeto". Bem assim que sinto quando faço pão, primeira coisa que me vem a mente é a minha mãe e o aconchego da nossa casa, quando eu morava com meus pais. Já contei isso aqui, mas vale o "repetimento": sempre aos sábados minha mãe fazia pão, no final da tarde os cheiros de cera no chão (pois também era o dia da faxina) e pão quente se misturavam, e isso nunca mais saiu de dentro de mim! Carrego isso como uma das mais doces lembranças.






Receita

Ingredientes:
3 xícaras de farinha integral, 1 xícara de farinha branca, 1 colher de sopa cheia de fermento biológico, 1 colher de chá de sal, 2 colheres de sopa de açúcar, meia xícara de aveia, castanhas, nozes, passas (opcional), 3 colheres de azeite, 2 colheres de nata, leite morno até o ponto (mais mole, meio grudento nas mãos). 

Preparo:
Misture as farinhas, o fermento e os restante dos ingredientes, deixando por último o leite. Deixe descansar por umas duas horas. Depois coloque numa forma untada e deixe mais uma hora. Leve ao forno até dourar.

E deleite-se com manteiga, mel ou puro assim!





E por falar em AMOR DE MÃE, esses quadrinhos eu fiz quando 
a Raquel chegou por aqui,  fiz para reccebê-la...! 
Comprei as bonequinhas prontas, apenas estendi 
o tecidinho nos bastidores e as colei.






Essa boneca porém tem um sentido especial, ela veio em forma 
de presente e carinho, recebi de uma amiga querida, daquelas
 que têm a alma perfumada. Pois bem, quando fui em sua casa,
 levei um doce, e ela me trouxe a travessa de volta desta forma:





Tem ou não tem a alma perfumada?! 
E esse perfume enfeita mais um quadrinho.
Um beijo doce pra você Denise!





Sem comparações, por favor! Certo de que os pãezinhos feitos 
pela Raquel E o Enzo estão muito mais bonitos que os meus, 
e ainda têm uma dose generosa de
 IRMANDADE e CUMPLICIDADE.
Meus filhos me ensinam todos os dias um AMOR
 nunca antes experimentado por mim!









Um beijo cheiroso, com aroma de pão quentinho, amizade e GRATIDÃO!