Amigo

Nunca imaginei fazer tantos amigos por aqui!
Hoje tenho muito a celebrar.
O Trésors foi construído num momento de muita dor e desesperança da minha vida. No início acho que o criei como uma fuga das vilanias do cotidiano, buscava fugir das dores inexplicáveis que a vida traz...
A vida seguiu seu percurso, as dores se curaram! Hoje estou muito feliz!!!!
E o Trésors criou corpo, e melhor ainda: criou alma.
Foi aos poucos se descobrindo...
Descobrindo o que deveria fazer, o que gostava de fazer!
Ainda é muito criança, está em crescimento constante. 
E quem o faz crescer são vocês amigos!!!
Pessoas que entraram na minha vida de forma indelével, e mesmo que saiam dela, vão sempre ocupar um lugar na minha lembrança, aquela que cuida de lembrar das amizades.
Amigos que nem sei o tom de voz que têm, mas que escuto aqui pertinho de mim, em cada palavra deixada no seu comentar.
Alguns parece que conheço há anos, e conheci ali, outro dia...
Amigos fisicamente distantes e tão perto do coração.
Arrisco até em dizer que alguns conheço bem, pois se revelam em seus comentários, deixam um pouquinho de si por aqui, me presenteando com sua doce amizade!
Amigos que o Trésors me trouxe.


Uma doce canção para esse dia!!!


Feliz dia do amigo, amigo!



Lembrei-me dele e senti saudades... Tanto tempo que a gente não se vê! 
Dei-me conta, com uma intensidade incomum, da coisa rara que é a amizade.
E, no entanto, é a coisa mais alegre que a vida nos dá...
A experiência da amizade parece ter suas raízes fora do tempo, na eternidade. 
Um amigo é alguém com quem estivemos desde sempre.
Amigo é aquela pessoa em cuja companhia não é preciso falar.  Porque um amigo é alguém cuja presença procuramos não por causa daquilo que se vai fazer juntos, seja bater papo, comer, jogar... Até que tudo isso pode acontecer. Mas a diferença está em que, quando a pessoa não é amiga, terminado o alegre e animado programa vem o silêncio e o vazio, que são insuportáveis. Nesse momento o outro se transforma num incômodo que entulha o espaço e cuja despedida se espera com ansiedade.
Com o amigo é diferente. Não é preciso falar.

Basta a alegria de estarem juntos, um ao lado do outro... 
Uma história oriental conta de uma árvore solitária no alto da montanha. No passado a montanha estivera coberta de árvores maravilhosas, altas e esguias, que os lenhadores cortaram e venderam. Mas aquela árvore era torta. Inútil para os seus propósitos, os lenhadores a deixaram lá. Depois vieram os caçadores de essências em busca de madeiras perfumadas. Mas a árvore não tinha cheiro algum, foi desprezada e lá ficou. Por ser inútil, sobreviveu. 
Hoje ela está sozinha na montanha. 
Os viajantes se assentam sob a sua sombra e descansam.
Um amigo é como aquela árvore. Vive de sua inutilidade. Pode até ser útil eventualmente, mas não é isso que o torna um amigo. Sua inútil e fiel presença silenciosa torna a nossa solidão uma experiência de comunhão.

Diante do amigo sabemos que não estamos sós. 
E alegria maior não pode existir.

Rubem Alves




Beijinho com afeto, gratidão e amizade!!!!

Um forte abraço para meus amigos, aqui de pertinho,  do meu dia-a-dia!!

E um beijinho muito especial para meus amigos bichos,
os quais amo intensamente!


Rosane Castilhos