Crianças e o Deus Menino

Visitas se foram e a saudade ficou...
Com lembranças deliciosas no meu coração preparei o post de hoje!!!!

Férias... E a criançada em casa, cheias de energia!
Achei estas possibilidades de diversão tão bacanas.
E não são só para as crianças... Adulto também pode e deve brincar!


 Ahhh! Se a tolha de mesa do meu tempo de criança fosse assim...
Que delícia de folia faríamos escondidos por ali!!!!



Tecidos, fitas, feltro, tesoura, linhas e um bocado de carinho...
Se transformam num jogo de amarelinha!!!!!!  
Por aqui chamamos também de sapata.



E o teatro vai começar...
Tecido e criatividade viram um teatrinho de fantoches! 


E se for um problema comer legumes e verduras na hora das refeições...
Depois destes pratos...
Nunca mais a comidinha será a mesma!!!!



Adorei este com a "barba de molho"!





























Estes pratos a gente encontra por aqui: worldwidefred


E para terminar, partes de um texto que adoro, de Alberto Caeiro onde ele conta como Deus Menino, cansado do céu, fugiu e veio viver com ele como uma criança igual a todas as outras:

"A mim ensinou-me tudo. Ensinou-me a olhar para as coisas.
Aponta-me todas as coisas que há nas flores. 
Mostra-me como as pedras são engraçadas quando a gente 
as tem na mão e olha devagar para elas.
A Criança Nova que habita onde vivo dá-me uma mão 
e a outra a tudo que existe, e assim vamos os três pelo
 caminho que houver, saltando, cantando, rindo e gozando 
o nosso segredo comum. Que é o de saber 
por toda a parte que não há mistério no mundo
 e que tudo vale a pena.
A Criança Eterna acompanha-me sempre. 
Ele dorme dentro da minha alma e às vezes 
acorda de noite e brinca com os meus sonhos. 
Vira uns de pernas para o ar. 
Bate palmas sozinho sorrindo para o meu sono.

Quando eu morrer, Deus menino. 
Pega-me tu ao colo e leva-me para dentro da tua casa. 
Despe o meu ser cansado e humano e deita-me na tua cama.
Conta-me histórias, caso eu acorde, para eu tornar a adormecer. 
E dá-me sonhos teus, para eu brincar até que nasça 
qualquer dia que tu sabes qual é.

O Deus adulto é sério, jamais esquece, registra tudo 
nos seus livros de  contabilidade que serão abertos no Dia do Juízo 
para o acerto final de contas. 
 Isso nada tem a ver com uma criança: criança é esquecimento, 
riso,  brinquedo, um eterno começo... 
Prefiro o Deus criança... 
No colo Dele eu posso dormir tranquilo."


Que o Deus criança de cada um esteja bem feliz... 
Beijinhos 


Avec l'amour

Rosane Castilhos