Felicidade Condicionada



Já perceberam que há sempre um condicionamento para a gente ser feliz, se sentir feliz.
Na maioria das vezes nem somos nós que os criamos, eles são impostos pelos outros ou pela sociedade.
Quero me sentir feliz, sem condicionar minha felicidade à realização de sonhos e desejos que anseio.
Minha passagem por este mundo não pode ser baseada em alcançar aquilo que ainda não tenho, e pensar que só depois de conquistado tudo o que almejo é que vou ser feliz.
Quero  encontrar contentamento no meu coração por estar aqui, vivendo cada momento que tenho, seja ele qual for, ser feliz sem motivo, perceber que estar viva é tão precioso e valoroso. Não posso desperdiçar meu tempo.
Claro que teremos templo nublado pela frente e nuvens carregadas para dissipar em nome da felicidade, não há quem viva só com o céu límpido e azul. Mas condicionar-se jamais.
Engraçado como as pessoas sabem exatamente como tudo deve transcorrer para que alcancemos a felicidade, e as questões surgem assim de forma natural: se é gorda, tem que ser magra; se é solteira, tem que casar; se é casada, tem que ter filhos; se tem só um, precisa ter outro; se não tem carro, precisa ter; se não fala inglês, precisa falar; e assim por diante.
Já ouvi frases assim: como pode tal pessoa ser feliz sem nunca ter viajado, sem nunca ter saido ali de sua terra. Sei de tanta gente feliz que nunca se quer saiu do interior, prestem atenção, nem para ir ao médico, e são saudáveis e felizes. Sei que o que acabo de escrever pode ser considerado uma insanidade, mas não me julguem mal, estou tentando dizer que felicidade não tem regras a se seguir.
Conheço pessoas solteiras e felizes sim, conheço pessoas sem filhos e felizes, sem namorado e felizes, separadas e felizes, que não têm carro e são felizes, que são felizes com o que são, e me arrisco a dizer muitas delas as mais felizes que conheço.
Isso que escrevo não é um culto à desistência dos sonhos e de realizar algo, nem pensar, deixaríamos de viver dessa forma. O que quero deixar claro, é que também, se não realizarmos tudo o que sonhamos, não há porque deixarmos de sermos felizes, acredite: só quando não temos o telhado é que podemos apreciar as estrelas.
Quero me preocupar com aquilo que realmente importa, não deixar a vida escorrer pelos dedos feito água. Se eu deixar de ser feliz por aquilo que ainda não tenho, estarei ocupada em ser infeliz, deixarei de sentir o cheiro de mato que entra pela minha casa a cada amanhecer, deixarei de dançar com a música que toca na minha rádio preferida, estarei distraída pelo medo de não conseguir o que quero que nem perceberei o brilho natural que tenho nos olhos ao ver meus cães correndo pelo jardim, ao ver minha mãe com seu coração resiliente pulsando feliz,  perderei a linda fase dos meus sobrinhos e sobrinhas que brincam com a vida,  na verdade estarei tão interessada em realizar coisas que nem notarei que ao meu lado acontece maravilhas, as quais eu nem imaginava que pudessem acontecer!
Nossa vida é agora, o tempo presente é que nos pertence. O agora não por acaso é chamado de PRESENTE, nosso hoje é um PRESENTE VALIOSO que recebemos porque o merecemos, somos capazes de fazer dele o melhor tempo de nossas vidas.
Nossa existência é um convite a um salto, podemos nos ferir muitas vezes ao saltar, mas alguns se transformarão em vôo!
Sou muito feliz em poder valorizar o crescer de um fruto, o brotar de uma árvore, o nascer de um passarinho e o sorriso de quem estiver ao meu lado.
Se ainda não tenho tudo o que quero, mesmo assim serei feliz, até a espera do que sonho é uma felicidade sem par!



Obrigada pelo carinho de sempre!

Um beijo feliz!!!!